VETERANOS RIO MOLHA JARAGUÁ DO SUL-SC

Blog

Quinta, 26 de abril de 2018

2ª COSTELA FOGO DE CHÃO - VETERANOS DO RIO MOLHA

Os Veteranos do Rio Molha e a Associação de Moradores promovem a 2ª Costela Fogo de Chão, que busca arrecadar fundos para promoções sociais e melhorias da Associação e ainda, todo ano, ajuda uma entidade beneficente, que este ano será a Associação Beneficente Novo Amanhã - Comunidade Terapêutica.

O valor do almoço é de R$ 25,00 e 1 kg de alimento ou R$ 30,00.

Os tickets podem sem adquiridos através dos telefones:
(47) 99138-1411 - Joel
(47) 99626-7285 - Gilmar
(47) 99945-8785 - Adelar.

Convidamos todos nossos amigos do Futebol Veteranos a prestigiarem nosso evento!

Participe, deixe o seu comentário
Quinta, 8 de março de 2018

Derrota no litoral. VRM 2 x 3 Metanoia

Sábado de muito sol, nos deslocamos até a praia de Enseada, na cidade de São Francisco do Sul, para enfrentarmos a equipe do Metanoia.

Campo com medidas oficiais, 105 x 68, calor, mas estávamos motivados e dispostos a recuperar o bom futebol apresentado no final da temporada passada.

No primeiro tempo tivemos um jogo bem disputado. Novamente tivemos o controle das ações, com muita produção ofensiva, porém com pouca efetividade.

Com o passar do tempo, o meio de campo começou a perder o fôlego, o adversário cresceu, e o gol parecia ser questão de tempo.  E quase no final da primeira etapa, em uma bola despretensiosa alçada na área, um lance de pura sorte, a bola desviou nas costas do jogador e tirou o goleiro Fabiano da jogada, entrando mansamente no gol.

No primeiro tempo há de se destacar as belíssimas atuações do nosso lateral Serjão, que após longo tempo de inatividade, começa a reencontrar aquele futebol que o consagrou nos gramados país a fora e do meia Joel, que em um lance espetacular quase fez o gol que o Pelé não fez. Em um chute do meio de campo a bola passou raspando a trave (Azar dele, sorte a nossa que íamos ter que aguentar a resenha o resto da vida, hehe)

 

Veio a segunda etapa, nosso time parecia um pouco perturbado pelo gol tomado de forma tão boba. Já não conseguíamos tocar a bola com tranquilidade.

Atuações destacadas dos nossos laterais Cerutti e Albino, que seguravam todas nos seus setores.

Mesmo assim, em um momento de apagão do time, levamos dois gols.

O primeiro em uma belíssima cobrança de falta do adversário. Chute alto, com a bola fazendo uma curva na descendente sem chances para o brilhante goleiro Fabiano.

O segundo em uma arrancada do ponteiro esquerdo deles, que acabara de entrar e estava com o folego zerado. Não houve possibilidades de nossa sempre segura zaga, com Adelar e Zeca, impedir o gol.

Mas os Veteranos do Rio Molha jamais se entregam. E o treinador Di, profundo conhecedor das características dos nossos jogadores, efetuou mudanças que melhoram significativamente nosso time.

Começamos novamente a jogar como sabemos.

O meio de campo dominou as ações. Pelas pontas Cesinha começou a dar uma canseira na zaga adversária, indo para cima, chamando o jogo. Na meia Joel, Gilson, Digo começaram a apresentar aquele futebol que sabemos que eles jogam.

Em uma belíssima jogada, Joel lançou Cesinha na ponta direita que centrou com precisão, o centroavante Ale Denega subiu mais que a zaga e num testaço, no canto direito do goleiro, diminuiu a vantagem.

O time foi para cima definitivamente, amontoavam-se as chances claras de gol. Em pelo menos duas delas, com Ale Denega e Joel, o gol parecia certo, porem os arremates não foram precisos.

 

Faltando pouco menos de 10 minutos para o encerramento do jogo, em uma cobrança de tiro de meta pelo goleiro Fabiano, apareceu a hora do craque, de quem conhece tudo dentro do gramado.

Percebendo que o vento estava a nosso favor, Joel, se posicionou no meio dos dois zagueiros adversários só esperando o quique da bola, que encobriu a zaga e sobrou para ele, de frente pro gol. O goleiro saiu desesperado para abafar o lance, mas com frieza e categoria, Joel, com um “tapa” na bola, na entrada da grande área, encobriu o goleiro, marcando um golaço.

Nos acréscimos do jogo, Ale Denega ainda teve a bola do jogo para empatar. Em uma cobrança de falta de Adelar, a bola desviou no primeiro pau e sobrou livre para Ale Denega empatar, mas, ao tentar finalizar de primeira, pegou mal na bola, sobrando fácil para o goleiro.

Fim de jogo. Uma derrota fora de casa, mas que deixa muitos ensinamentos e a certeza de que o bom futebol está voltando e as vitórias também.

Agradecer aos nossos amigos do Metanoia, na pessoa do Dunga, que por sinal fez uma excelente arbitragem, pela recepção. Um time forte, mas extremamente leal, que assim como nós entende que estamos ali para fazermos o que gostamos e nos divertir. Com muita competividade, mas sempre com lealdade e amizade.

Participe, deixe o seu comentário
Domingo, 25 de fevereiro de 2018

Primeiro jogo em casa. V.R.M 2 x 2 Bombeiro.

A abertura do ano jogando em nossos domínios não terminou exatamente como queríamos, mas conseguimos vislumbrar um ano excelente pela frente.

O jogo foi contra os veteranos dos Bombeiros de Jaraguá do Sul.

Considerando que nossos atletas estão vindo de uma pré-temporada forte, com uma alimentação bem rigorosa, a base de muita cerveja e churrasco, as dificuldades que enfrentaríamos eram evidentes.

O jogo começou totalmente ao nosso favor. Nosso meio de campo conseguiu dominar as ações, deixando nossos atacantes constantemente em situação clara para abrir o placar.

Forma pelo menos 4 chances claras de gol. Em uma delas, nosso craque Joel, demonstrando toda sua categoria e visão de jogo, em uma jogada pela ponta direita deixou "pifado" nosso centroavante Almeida, que não conseguiu acompanhar a velocidade da jogada e perdeu frente a frente com o goleiro.

Mas a velha máxima do futebol apareceu: Quem não faz toma!

Em uma jogada confusa, nossa zaga, que sempre de destaca pela firmeza na marcação, cochilou, ficou esperando a marcação de um impedimento claro, e ficou olhando o jogador adversário livre, no meio da área, só empurrar para o fundo das redes, sem chances para o excelente goleiro Fabiano. 0 x 1.

Passado o susto, continuamos com o controle do jogo.

O centroavante Almeida, sentiu o forte calor que sufocava aquela hora da tarde e foi substituindo pelo centroavante Ale Denega.

Aos 30 minutos, em uma jogada de sinuca, nosso meia André Maica, encontrou Ale Denega infiltrando no meio da zaga, em um lançamento digno dos melhores meias da região, deixou o atacante cara a cara com o goleiro. O artilheiro não titubeou e empatou o jogo, deslocando o goleiro, fazendo a criança dormir no fundo da rede. 1x1.

Quase no final da primeira etapa, Neodi, que até então se esforçava mas sempre parava na marcação implacável do adversário, conseguiu entrar na área com a bola dominada e so foi parado falta, e falta dentro da área é penalti.

Estando nosso batedor oficial, Joel, descansando um pouco nesse momento, coube ao Ale Denega a responsabilidade de desempatar o jogo, e com muita categoria, colocou a bola na gaveta, sem chances para o goleiro que nem saiu na foto.

Veio o segundo tempo. Nosso volume de jogo continuava alta, criamos diversas oportunidades, acionando principalmente nosso ponteiro esquerdo Gilson, que junto com o volante Arílson, dominavam o setor esquerdo do gramado.

Com uma atuação segura do meio de campo, com Cesão comandando a frente da zaga, o adversário pouco preocupava.

Só que o castigo veio de novo. Com a bola dominada no ataque, em um vacilo, demos um contra ataque mortal para eles. Uma bola invertida, que cruzou toda a extensão da área, o ponta conseguiu colocar a bola para o fundo da rede, sem chances para o nosso goleiro.

Continuamos correndo atrás do resultado.

Ai veio o fato lamentável do jogo.

Aos 20 minutos do segundo tempo os jogadores adversários começaram a se desentender, muito bate boca, discussão, só não foram as vias de fato, pela turma que segurou. Houve invasão de campo por parte de alguns familiares deles, e o juiz, entendendo não ter mais clima e para preservar a integridade física dos jogadores encerrou a partida.

Lamentamos profundamente tal episódio, pois nosso objetivo como equipe é o congraçamento, é fazer novas amizades e consolidar as velhas.

De qualquer forma saimos vencedores, não no placar, mas na atitude que sempre temos em nossos jogos, atitudes de companheirismos, lealdade, amizade.

Após o jogo, nosso tradicional churrasco, pilotado pelo amigo Adelar Getelina, estava, como de costume, excelente.

Semana que vem iremos até São Francisco do Sul enfrentar os Guerreiros e esperamos ter só coisas boas a contar.

 

 

 

 

 

1 pessoa comentou. Leia e comente também!
www.futebolveterano.com.br | contato@futebolveterano.com.br